Logo Accredited by CHKS

Cabeçalho da página

Manifestações orais em doentes com doença inflamatória intestinal. Estudo Piloto

Nuno Laranjeira, Sara Valido, Tânia Meira, Jorge Fonseca, João Freitas

Resumo


Introdução: A doença inflamatória intestinal (DII), incluíndo a doença de Crohn (DC) e a colite ulcerosa (CU), apresenta manifestações orais descritas desde 1969.

Objetivos: O presente estudo pretende, em doentes com DII: identificar, caracterizar e quantificar as lesões da mucosa oral; avaliar a presença e gravidade de doença periodontal; avaliar a presença e gravidade de cárie dentária; verificar uma possível relação entre estes achados e a presença de sintomatologia da doença intestinal.

Materiais e Métodos: A amostra foi composta por trinta doentes previamente diagnosticados com DII. A observação intra-oral integrou a identificação de lesões ao nível da mucosa oral; a quantificação de dentes cariados, perdidos e obturados, utilizando o Índice de dentes Cariados, Perdidos e Obturados (CPO); a verificação da presença de placa bacteriana através do Índice de Higiene Oral Simplificado (IHO-S), e a avaliação da saúde periodontal através do Índice Periodontal Comunitário (CPI). As alterações identificadas foram comparadas com a sintomatologia da doença intestinal.

Resultados: A amostra incluía 18 doentes com DC e 12 com CU, encontrando-se a maioria (24) em fase assintomática. Os hábitos de higiene oral dos doentes analisados assemelhavam-se aos da população portuguesa em geral, descritos em estudos anteriores . O índice de CPI apresentou uma média de 3,1±0,71, no qual o código mais frequente foi três (70%). A média do índice de CPO foi de 14,63. Para o IHO-S obteve-se uma média de 0,87±0,5. Cinco doentes (16.7%) apresentaram lesões nas mucosas, todos com sintomatologia intestinal.

Conclusões: Os doentes observados com DII apresentam elevada prevalência de doença periodontal e de cárie dentária, configurando pior condição oral do que a encontrada em grandes estudos da população portuguesa em geral. Os valores obtidos apresentaram-se semelhantes para os doentes com CU e DC, não tendo sido verificada uma relação directa com a sintomatologia intestinal. Já a presença de lesões na mucosa oral em doentes com sintomatologia intestinal, sugere uma relação do seu aparecimento com a atividade da doença.


Texto Completo:

HTML PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.