Saltar navegação
SNS - Serviço Nacional de Saúde

Apresentação

História

Hospital Garcia de Orta

O Hospital Garcia de Orta, EPE, é uma pessoa coletiva de direito público de natureza empresarial dotada de autonomia administrativa, financeira e patrimonial. O HGO iniciou a sua atividade em Setembro de 1991, em substituição do antigo Hospital da Misericórdia de Almada/Hospital Distrital de Almada que entretanto deixara de conseguir dar resposta a uma população cada vez mais crescente da península de Setúbal e que assegurava apenas cuidados hospitalares básicos.

 

Em 2003, como consequência do seu desenvolvimento e grau de diferenciação criado, foi classificado como Hospital Central, o único na margem sul do Tejo, deixando de pertencer ao Setor Público Administrativo e passando para o Setor Empresarial do Estado, primeiro como sociedade anónima de capitais exclusivamente públicos (SA) e mais tarde, a partir de 2006, como entidade pública empresarial (EPE), estatuto que mantém até hoje.


O HGO serve atualmente uma população estimada em cerca de 350 mil habitantes dos concelhos de Almada e Seixal, sendo que em algumas valências a sua zona de influência extravasa largamente estes dois concelhos, estendendo-se a toda a Península de Setúbal, nomeadamente nas áreas de especialidade de Neonatologia e Neurocirurgia.

 

O HGO dispõe de uma lotação de 545 camas, distribuídas por várias especialidades e Serviços de referência que apoiam regularmente outros hospitais como a Pediatria, Obstetrícia, Cirurgia Vascular, Cardiologia, Hematologia, Endocrinologia, Medicina Nuclear, Reumatologia, Ortopedia, Neurorradiologia, Nefrologia, entre outros. O Hospital conta atualmente com cerca de 2500 funcionários.

 

O desenvolvimento gradual do Hospital e as necessidades assistenciais da população que serve, levaram o HGO a disponibilizar ao longo dos anos novos serviços como o transplante renal, a urgência polivalente para toda a Península de Setúbal, o apoio regular da especialidade de Neurocirurgia a vários hospitais do Sul do País e a Unidade de Cardiologia de Intervenção.

O Centro de Desenvolvimento da Criança, que entrou em funcionamento em 2007, é o único existente na zona Sul do País inserido no Serviço Nacional de Saúde e destina-se a crianças e jovens residentes na área de influência do Hospital com patologias neurológicas e do desenvolvimento.

O HGO tem como órgãos sociais o Conselho de Administração (CA), o Fiscal Único e o Conselho Consultivo. Do CA fazem parte o seu Presidente (Daniel Ferro), a Diretora Clínica (Paula Breia), a Enfermeira Diretora (Odília Neves) e os Vogais Executivos (Lourdes Bastos e Pedro Reis).

Da estrutura do Hospital fazem ainda parte os seguintes órgãos de apoio técnico-comissões: Ética, Humanização, Controlo da Infeção Hospitalar, Farmácia e Terapêutica, Prevenção Tromboembolismo Pulmonar, Oncológica, Transfusão, Gestão do Risco, Catástrofe, Qualidade, Equipa de Gestão de Altas e Proteção Radiológica.


 Consulte o Regulamento Interno do HGO aqui.


Consulte a Certidão Permanente do HGO aqui.

Hospital Garcia de Orta EPE | Av. Torrado da Silva, 2805-267 Almada
(+351) 212 940 294
(+351) 212 940 004

Ir para o topo ▲